quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

...era como um passarinho...


"Fui sabendo de mim  por aquilo que perdia"
(Mia Couto)
 
Amanda Cass

Tinha tantos sonhos, tantos planos
Mas era como um passarinho preso em uma gaiola,
Não tinha liberdade para voar...

Tinha tantos sonhos, tantos planos
Mas era como um passarinho com as asas cortadas
Então, só sabia chorar

Aquele canto triste
Amargo, doído, solitário...
Só lhe restava o vazio

A gaiola aberta era um desafio, 
Mas por que sair se não sabia voar?
Então, enclausurada ficou,
Mesmo com as portas abertas...

A entoar um canto triste
De alguém que com tantos sonhos, tantos planos
Tinha desaprendido a lutar...

Um dia... também... desaprenderia a sonhar...

|Camila Márcia

4 comentários:

  1. Que poema mais lindo, dona Camila Márcia!
    Tão doce, triste e leve. Bonito de se ler.

    'Então, enclausurada ficou,
    Mesmo com as portas abertas...'

    Às vezes somos nós que criamos nossas prisões, trancamos a porta e esquecemos que estamos com chave.

    um beeeeeeeijo!

    E que o Natal seja de luz e amor pra você e pro seus.

    ResponderExcluir
  2. O poema é lindo!!!! Me fez lembrar o elefante do circo que é preso pelo pé por uma corda e não sabe que tem força mais que suficiente para arrebenta-la e fugir...Obrigado por me seguir no blog e... FELIZ NATAL E UM ANO NOVO MARAVILHOSO!!!

    BJAUM.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema Camila!!!
    Deus abençoe a vc e sua familia, Feliz natal e boas festas... Um 2012 abençoado...
    bjos amiga!

    ResponderExcluir
  4. Nossaa! Que lindo... Simplesmente amei! :)

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...